Desde 2006, o local para procurar casa em Portugal

«Voltar

Venda: Terreno Rústico T0

Terreno Rústico T0 - Friestas, Valença, Viana do Castelo - Imagem grande

Detalhes do imóvel

  • Distrito
    Viana do Castelo
  • Concelho
    Valença
  • Localidade
    Friestas
  • Area
    0 m²
  • Área do terreno
    812 m²
  • Preço
    Sob Consulta
  • Certificado Energético
    ND

Descrição

Os sonhos não tem que ser só meramente sonhos podem se tornar realidade, temos este terreno plano e murado com 812 m2, para construir a sua moradia inserido numa das freguesias da cidade a cerca de 7 klm, em bonito enquadramento paisagístico, solarengo e tranquilo de fácil acesso.
Beneficia da magnífica ecopista com ligação a Valença- Monção e ainda da proximidade com o rio Minho, o seu parque. Marque a sua visita, venha saber mais sobre este maravilhoso terreno.





Dreams do not have to be merely mere dreams can come true, we have this 812 m2 flat land, to build your house inserted in one of the parishes of the city at about 7 klm, in a beautiful landscape, sunny and quiet within easy reach .
It benefits from the magnificent eco-track with connection to Valença-Monção and also the proximity to the river Minho, its park. Book your visit, come to know more about this wonderful terrain.





No catálogo das igrejas ao norte do rio Lima subordinadas ao bispado de Tui, que o rei D. Dinis mandou elaborar para o pagamento de taxa, em 1320, São Mamede de Friestas foi taxada em 100 libras. Denominava-se então Sancti Mametis de Fenestris, inserindo-se no arcediagado de Cerveira. Era ao tempo, uma abadia.
Em 1444, D. João I conseguiu do papa que este território fosse desmembrado do bispado de Tui, passando a pertencer ao de Ceuta, onde se manteve até 1512. Neste ano, o arcebispo de Braga, D. Diogo de Sousa, deu a D. Henrique, bispo de Ceuta, a comarca eclesiástica de Olivença, recebendo em troca a de Valença do Minho. Em 1513, o papa Leão X aprovou a permuta.
No registo da avaliação efectuada em 1546, dos benefícios eclesiásticos incorporados na diocese de Braga. São Mamede aparece enquadrada no couto de Sanfins, sendo anexa ao mosteiro de Sanfins. Diz-se no aludido documento que São Mamede e outra anexa do mosteiro. Santa Marinha de Verdoejo, valiam em conjunto 70 mil réis, possuindo frades da mesa conventual. A vigairaria de São Mamede rendia 11 mil réis e o pé de altar.

Imprimir a informação deste imóvel Imprimir a informação deste imóvel

O email ou o telefone têm de estar preenchidos.

Autorizo que os dados inseridos neste formulário apenas sejam utilizados para o fim a que o mesmo se destina.

Loading image